LIVRO FILÓSOFOS ED. 29

LIVRO FILÓSOFOS ED. 29

R$ 31,90

A Filosofia tem certamente uma história, com momentos indiscutíveis. Prescindir de Platão, Aristóteles, Descartes ou Kant equivaleria a decapitar totalmente a Filosofia. Pode se dizer o mesmo de Friedrich Hegel? Muitos enfatizaram o peso de certas teses da dialética hegeliana, como a sua crítica ao que ele chama "ternura comum pelas coisas", a qual consiste em pensar que é possível a diferença sem oposição diante daquilo de que se difere, que a igualdade entre os diferentes pode ser um ponto de partida, e não uma conquista. Em suma, que a taxa da contradição é evitável. No entanto, pensadores de primeira linha afirmaram que o hegelianismo é meramente um parêntese de arbitrariedade e de obscurantismo na história do discorrer filosófico. Em todo o caso, até os mais ácidos detratores veem pelo menos uma utilidade profilática na leitura de Hegel: para eles, o hegelianismo seria uma espécie de sarampo pelo qual obrigatoriamente é preciso passar. Assim, após as exacerbadas críticas de um Bertrand Russell ou de um Michel Foucault, resta, talvez, a convicção de que o próprio movimento da Filosofia conduz a esse elo que é Hegel, pelo qual o ajuste de contas com ele seria um ajuste de contas da Filosofia consigo mesma.

COMPARTILHE

  • Detalhes do produto

    Uma oportunidade única de descobrir e compreender as ideias dos grandes pensadores, apresentadas de forma clara e acessível: o contexto histórico e intelectual, sua importância, implicações, exemplos ilustrativos...

    • Número de páginas: 145
    • Data de Lançamento: 13/09/2017
  • Mais informações

    Cada livro faz parte de um ambicioso projeto editorial que nasce com o intuito de levar a reflexão dos grandes pensadores a todos os leitores, aliando o máximo rigor na exposição a um estilo preciso e fácil de assimilar.

SALVAT 2004-2017. Todos os direitos reservados.
Resultados reais em Digital Sales, Billing, Fulfillment e CRM